Mitos e verdades sobre um espaço de coworking

O coworking é um modelo de trabalho em crescimento no mundo, justamente pela sua flexibilidade e preços justos às empresas que contratam. Venha conhecer alguns mitos e verdades sobre o tema!

O coworking é um conceito americano que rapidamente se espalhou pelo mundo devido ao movimento da economia compartilhada. Com a escalada da tecnologia, as empresas estão se tornando cada vez mais descentralizadas, e contar com um ambiente de trabalho flexível é essencial para a consolidação desses negócios.

No entanto, esse tipo de espaço ainda gera muita dúvida e desinformação. Com isso em mente, criamos um conteúdo exclusivo para desvendar os mitos e verdades sobre um espaço de coworking, para você compreender o quanto vale a pena para o seu negócio. Confira!

#1 Coworking não transmite profissionalismo?

De acordo com estudo publicado pela Harvard Business Review, para 82% dos entrevistados, o coworking aumentou a sua rede de negócios, isto é, por meio da construção de networking, é possível ampliar as oportunidades de negócios e gerar novas fontes de receita.

A economia compartilhada, em todos os setores, gera esse mesmo questionamento no início. Porém, saiba que com o coworking, você transmite profissionalismo, uma vez que o espaço pode ser inteiramente personalizado para a sua empresa se for o seu objetivo e modelo de contratação.

#2 Coworking é o melhor custo-benefício?

Sem dúvidas o coworking é mais econômico do que montar um escritório para a sua empresa. Pense em uma única situação que já é a maior justificativa, você não precisa estar no escritório o tempo todo, então esses horários vazios são ociosos, e mesmo assim você paga aluguel, tarifas de manutenção e tudo mais sobre o tempo em que não está usando.

O coworking é um espaço altamente personalizado, que pode ser contratado sob demanda, de modo que você só paga pelo que efetivamente está usando. Além disso, considerando a disparada nos preços do mercado imobiliário, alugar ou comprar um espaço próprio pode custar muito caro.

#3 Você perde a privacidade?

Mais uma vez, depende muito do seu modelo de contratação. Em um coworking há áreas comuns que são excelentes para freelancers, onde podem conversar com outras pessoas de outras áreas.

Porém, há ambientes privativos que, inclusive, podem ser usados para atender clientes e fazer reuniões confidenciais. Portanto, possui a privacidade necessária para um atendimento, fechar negócios, projetos, e parcerias.

#4 Você consegue ampliar a rede de contatos?

Esse é um fato que é um dos mais relevantes quando falamos em coworking. Muitas empresas têm receio de compartilhar o espaço com outros negócios, no entanto, podem surgir muitas oportunidades.

Volte ao exemplo anterior. E se o profissional liberal, advogado, profissional de TI, engenheiro ou o arquiteto encontrasse o profissional de marketing nos corredores? Poderia se formar uma parceria interessante para ambos, alavancando a dupla de modo antes nem imaginado. Isso acontece porque primeiro se forma uma relação pessoal, e depois, comercial.

#5 Não há regras no coworking?

Calma! Todo lugar tem as suas regras, e com o coworking não é diferente. Não é pelo espaço ser compartilhado que é uma bagunça. Cada empresa possui o seu espaço, e todos estão sujeitos às mesmas regras.

É um ambiente de negócios, portanto, falar em voz alta, correr entre os andares ou ouvir música estridente não são permitidos. Porém, é claro, todas essas normas de bom convívio são explícitas no momento da contratação.

Gostou desse conteúdo? Acesse o nosso blog para conhecer mais sobre os nossos serviços, e entre em contato pelo telefone ou WhatsApp para agendar uma visita e tirar todas as suas dúvidas!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *